sexta-feira, 1 de maio de 2009



Carne

O suor toma conta plenamente de todo acontecimento e a cada movimento das mãos um novo mundo é revelado,
Quantas imagens,
E verdades saídas dos encontros de todos nós.
Os sons das bocas se fazem com feroz vontade de ser...
E por um instante os olhares se comem e a carne se aquieta
Como o silêncio de todo universo.

Eloy
01/05/2009